sexta-feira, 29 de março de 2013

ACAPOR recusa-se a evoluir e decidiu atacar os sites de partilha.

Desde já desejo uma Boa Páscoa aos meus queridos leitores. Porque eu hoje vou cascar nestes senhores e vocês pronto, vão ter que me aturar.
Bom, para quem é uma pessoa a favor da partilha de informação de forma livre sabe que anda ai uma entidade chamada ACAPOR, que eu nem sabia o que era, está a "processar"  e a fechar sites de partilha de filmes/series portugueses. Esta querida entidade provém de uma associação entre lojas de aluguer de filmes, coisa que eu pensei já não existir. E pelos vistos eles andam ai todos ressabiados: "Ai meu deus a culpa é toda dos sites de partilha! Tiraram-nos o negocio! Filhos da mãe! Vou vos processar!"; 
E lá andam eles a gastar dinheiro e todos de papo para o ar a acharem que estão a fazer a melhor coisa do mundo. MAS NÂO ESTÂO! Coisa tão inútil! 
A minha opinião para isto é simples e até vou pôr por pontinhos: 
1 - Acabam com um e nascem 20 - nunca vão conseguir acabar com os sites de partilha e o que estão a fazer é como tentar matar baratas é uma grandessíssima perda de tempo, e infelizmente elas até com uma bomba atómica sobrevivem.
2- As lojas de aluguer de video estão a morrer e só têm uma hipótese ou evoluem ou puff! - sim antes havia uma em cada esquina e agora nem vê-las. Mas existem formas de salvar o negocio. Simplesmente criem sites que distribuem os filmes e com preços mais baixos, mais acessíveis à população portuguesa, isto já existe em outros países  paga-se uma mensalidade e as pessoas têm direito aos filmes. Muita gente aderia, se tivesse dinheiro para tal. Não entendo mesmo o que pensam que vai acontecer se levarem com a deles. As pessoas vão continuar a tirar filmes da net grátis e com isto tudo nem sequer querem ver uma loja ACAPOR à frente, muito menos gastar dinheiro nela. 
3- A hipótese de quererem ganhar muito dinheiro com isto -  acredito que isto seja tudo uma forma de quererem uma grande indemnização com todo este drama. Não sou ingénua ao ponto de acreditar que eles são uns coitadinhos e muito menos com o slogan " Apoie o comércio tradicional" (desde quando lojas destas são consideradas tradicionais?) penso que é bem provável que eles tenham a segunda intenção de quererem mamar com o lucro dos sites.  

Digam a vossa opinião sobre este assunto. Eu sinceramente digo que alguém humorista devia aproveitar esta situação toda e gozar à valente com isto. Fica aqui a minha dica. 
Ass. G.E. 

3 comentários:

  1. Neste aspecto os EUA já estão a anos-luz de nós. Já se disponibilizam filmes e músicas na net, por quantias acessíveis ao público.
    Aliás, existem algumas bandas (de onde destaco os Radiohead) que colocam à disposição do público o albúm on-line, a custo gratuito.
    O nosso mercado ainda é muito conservador, daí que a forma mais fácil nunca é tentarem evoluir ou modernizarem-se, mas sim impor multas, restrições e afins.

    ResponderEliminar
  2. Concordo com seu ponto de vista. Cadê os humoristas? Uma boa.

    Seguindo :*

    http://chitafilo.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  3. Realmente, coisa mais estupida desculpa lá! Não faz sentido nenhum e concordo com todos os teus pontos!
    O mundo está a evoluir e eles têm é que acompanhar se querem salvar o negocio...não encontras filmes de um lado encontras noutro, o que não falta praí são maneiras de ver filmes de graça...enfim!

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo