quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

A culpa é de todos queremos ser doutores!

Sei que o blog que eu criei é sobre moda e por mim prefiro evitar por aqui alguns temas polémicos, até porque já existem imensos blogs, e muito bons a dar as suas opiniões. 
Mas hoje quero vos falar sobre um tema que realmente me causa uma certa aversão quando oiço da boca de ministros ou até mesmo de algumas pessoas : "estamos assim porque agora todos os jovens querem ser doutores" ou "o grande numero de desempregados jovens é por culpa de eles agora serem todos doutores";
 Sim, é verdade que agora temos mais pessoas licenciadas (cerca de 26,1% da população jovem) e que sim, que existem muitos de nós desempregados, mas também não há imensas pessoas com escolaridade mais baixa na mesma situação? E qual é o mal de querermos um futuro melhor e seguir o nosso sonho? Será que é assim tão mau? Que prejudicamos assim tanto o nosso pais por tomar tal decisão?

Sempre aprendi na universidade numa disciplina chamada "Ciência Politica" que a economia do conhecimento (os tal licenciados/mestres) é o melhor que um pais pode ter e que só irá ajudar e aumentar a produtividade daquele pais. Mas o facto é que sempre que dizia isto às pessoas que comentavam comigo na minha presença era como falar para um muro. 
Mas hoje apareceu no Publico que afinal um pais chega a ganhar o dobro ou o triplo daquilo que investiu num licenciado. E para a minha indignação só nós e a Roménia é que deixamos de investir e cortamos no ensino superior (BURROS!).  
 Sinceramente fiquei contente por saber que aquela certeza que eu tinha de que por aqui (tirar um curso) é que era o caminho e que afinal o meu pais ou talvez o estúpido do governo até anda a beneficiar com esse acontecimento. 
E sei que vem ai o argumento que existem imensos licenciados do mesmo curso. Mas querem saber uma coisa, dentro de um curso existem tantas opções de carreira. 
Por exemplo arquitectura, eles podem criar jogos, os Sims veio de um arquitecto. E se não há emprego para eles, eles vão para outros países. Na Expresso houve há uns tempos um artigo sobre isso, que foram muitos arquitectos para fora e já são bem conhecidos e fizeram carreira. E claro entra dinheiro no pais, porque apesar de o senhor Passos Coelho nos ter dito "Emigrem! Vão se embora que não vos queremos cá!" (vá o homem não disse com estas palavras, mas estava quase a dizer isto de uma forma educada). Nós que remédio, temos de ir, mas não deixamos de acreditar que um dia este pais será um dia um óptimo sitio para voltar e ficar. Não deixamos de investir nele.
Portanto para as pessoas que pensam desta forma, enganem-se, culpem o governo que andou a usar os dinheiros de forma corrupta, culpem as suas más decisões de cortes mas não culpem os jovens que desejam ter um futuro melhor que lutam por algo e que mais tarde serão os que iram trazer mais benefícios a este pais.  Deixem de criticar o que é nacional. O que é nacional é bom! E nós jovens somos um máximo! 


1 comentário:

  1. Tens toda razão!!!
    Mas neste momento quem poder sair para fora é a melhor solução, é ridículo mas dão melhores condições de trabalho as pessoas que vão lá fora do que dentro do nosso país neste momento!
    Beijinhos*

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo